MOVIMENTO PROL LITORAL!

08 de outubro de 2018

O desenvolvimento consciente do litoral é extremamente benéfico para o mercado náutico turístico do país, entenda o motivo e os principais pontos de discussão em torno deste tema.

Caro amigo, saudações. Esse é o meu primeiro texto no Blog da MMG Náutica. Estou muito animado em poder compartilhar com você nossa filosofia. Será gratificante ouvir as suas opiniões e comentários, em um canal de comunicação dinâmico como esse.

Às vezes me indago sobre como nosso litoral é extremamente inexplorado. Vejo que muitas pessoas não possuem a oportunidade de desfrutar dos prazeres que o litoral brasileiro pode nos oferecer. Será que essa falta de oportunidade se dá pela situação econômica dessas pessoas? Será que seria um problema relacionado ao interesse delas? Ou talvez não seria a incapacidade das nossas políticas públicas em atingir o público mais amplo e despertar a necessidade de desbravar os encantos do nosso litoral?

O “despertar” para o litoral vem de formas variadas. Durante um evento cultural em Guarulhos/SP, apresentando as belezas do estado de São Paulo, tive a feliz oportunidade de visitar um estande que divulgava a cidade de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. Confesso que estava naquele evento para desfrutar de um prato de comida mineira (minha terrinha), oferecido por um dos food truck que até aquele momento, chamava mais a minha atenção do que o estande de “Caraguá” (apelido carinhoso). Objetos de artesanato e banners contendo fotos de Caraguatatuba despertaram curiosidade, mesmo de antigos frequentadores como eu.

Que delícia poder ligar a TV e assistir um concurso de Miss Brasil, mesmo não sendo meu programa favorito, só porque a festa de premiação aconteceu em Ilhabela, uma das minhas cidades litorâneas favoritas. Não me estranharia saber que nos dias do evento do Miss Brasil o município tenha recebido mais pessoas do que na Semana da Vela de Ilhabela, tradicional evento da vela mundial.

Não podemos nos limitar a apenas ações pontuais. Sinto uma necessidade de políticas públicas que possibilitem o desenvolvimento sustentável e consciente do litoral. Atividades náuticas são consideradas atividades de luxo por não haver o tratamento adequado em nosso país. A expansão do mercado náutico esbarra na falta de infraestrutura e de ações governamentais que tornem a exploração dessas atividades menos onerosas. Tomemos como exemplo países europeus e caribenhos, onde as “poitas” deram espaço à trapiches, piers e flutuantes, trazendo a utilização daqueles espaços mais consciente e eficiente. O espaço que antes era ocupado por apenas uma embarcação, hoje acomoda cinco delas. As áreas demarcadas para comportarem essas estruturas já possuem autorização das entidades ambientais, que por sua vez, proíbem veementemente a utilização das demais regiões preservadas.

A alternativa encontrada pelas associações comerciais e grupos de empreendedores é a união. Para que os movimentos e discussões relacionados à expansão sustentável ganhe mais representatividade e seja ouvida, as diversas associações comerciais de cidades vizinhas criam um só corpo para debater as políticas públicas de crescimento daquela região. O objetivo é atrair o turista perene, que usa a região com mais frequência. Esse turista, geralmente, é mais consciente do que o turista sazonal. Pelo simples fato de criar vínculo com a região, a utilização dos recursos oferecidos passa a ser mais responsável, garantindo desenvolvimento para a região, preservação ambiental e acesso de mais pessoas a experiências que a região pode oferecer.

Gostaria de ouvir sua opinião. Deixe seu comentário. Esse é o primeiro de muitos textos do blog MMG Náutica. Caso queira contribuir também com seu texto, ficaremos muito felizes em divulgar. Envie para [email protected] Nos vemos no próximo post!

Luiz Cabral é diretor da MMG Náutica, velejador e aviador. Para conhecer mais sobre a MMG Náutica acesse www.mmgnautica.com.br ou visite nossos canais no Facebook, etc.